A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Abstraction Games comenta sobre Ark no Switch: Desempenho, conteúdo e mais

Ark: Survival Evolved foi anunciado faz algum tempo como uma grata surpresa para donos do Nintendo Switch. O jogo de sobrevivência que mistura mundo aberto com dinossauros e muita tecnologia teve uma demo técnica para demonstrar um pouco de seu desempenho no console da Nintendo. Ainda assim essa é uma das dúvidas que restam na cabeça dos jogadores, visto que o jogo pede por boas especificações para garantir uma performance alta.

O trabalho de port feito pela Abstraction Games porém têm sido muito bem executado, e o produtor John Day foi questionado sobre como Ark: Survival Evolved foi possível no console da Nintendo durante episódio mais recente do Fragments of Silicon.

Abaixo você confere alguns trechos da entrevista, que pode ser assistida na íntegra na fonte desta matéria:

Sobre como o jogo foi possível

Day começa explicando que entende sobre o Switch não possui muito poder, nem mesmo próximo de um PS4, mas que por serem uma companhia de engenharia, utilizaram pessoas espertas para adaptar questões técnicas fazendo mudanças como reduzir malhas nos recursos e dinamizar a resolução de forma inteligente.

Sobre Ark ser uma experiência completa no Switch

Day comentou aqui que não foi informado da ausência de conteúdo significante na versão para o Switch, e que quase tudo está presente no jogo. Ele afirma que houveram apenas adaptações para assegurar um om desempenho na performance.

Sobre resolução e taxa de quadros em Ark: Survival Evolved no Switch

Day afirma que o jogo trabalhará com 720p à 30 Hz pelo menos na maioria dos locais que conseguirem, e que vão trabalhar com taxa de quadros variada e não fixa. Ele explica que até mesmo The Legend of Zelda: Breath of the WIld possui quedas para 20 fps em determinadas ocasiões, mas que ficam menos perceptíveis – é o que a equipe deseja fazer em Ark.

Sobre ajustes que foram feitos para construção de níveis e geometria

Day afirma que a equipe trabalhou com redução procedural de malhas nos objetos, cenários e outros recursos, além de alguns truques feitos pela equipe técnica em que não foram especificados por ele. Day comentou também que optaram por reduzir a demanda do sistema em alguns locais sem que a qualidade caísse para o jogador, como em diversos locais onde o número de triângulos puderam ser bem reduzidos.

A resolução do jogo será escalonada em alguns casos de acordo com Day, e que também há planos para uso da tela de toque do console. Ark: Survival Evolved ainda não possui data de lançamento, mas a equipe já praticamente finalizou o projeto confirmando que “estão muito muito longe” e com a equipe nos “estágios finais para ter tudo pronto”.

Via Nintendo Everything
Comentários