A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Pokemon Brilliant Diamond na Nuuvem

Pokemon Shining Pearl na Nuuvem

Analise – Demon Turf

O caminho para se tornar a rainha demônio é infernal.

Demon Turf, desenvolvido pela Fabraz e distribuído pela Playtronic Friends, é um jogo plataforma 3D cheio de atitude. Tendo um curva de aprendizado bem grande e inspiração em clássicos do gênero, é um prato cheio para aqueles que buscam um desafio e muitas horas de jogo.

História e jogabilidade

Em Demon Turf, controlamos Beebz, que após ser ameaçada pelo Rei demônio em seus sonhos, resolve se tornar a nova rainha. Para isso, Beebz terá que dominar vários territórios (Turfs) para ter o direito de enfrentar o Rei, mas o caminho nessa jornada infernal não é nada fácil. São 4 territórios distintos (fora a cidade e o castelo do Rei), cada um com sua história e habitantes diferentes. Saber sobre elas é um tanto opcional, e só conhecemos ao falar com os NPCs espalhados pelo território.
Esse é o ponto mais fraco em Demon Turf, porque não tem muita explicação nem conversa, a origem dos personagens ou como eles se relacionam, mas é entendível, já que o foco não é esse; o que importa é ser rainha de tudo, então o que existe antes não importa.

Demon Turf não esconde suas inspirações no clássico jogo de plataforma 3D de um famoso encanador, afinal temos que juntar 50 baterias espalhadas pelos territórios para poder entrar no castelo do Rei demônio (familiar?), mas isso não quer dizer que o game não tenha sua própria personalidade. Conforme progredimos, vamos desbloqueando recursos para tornar mais eficiente o progresso – sejam eles novas ferramentas ou mods para alterar a forma, como algumas mecânicas básicas, e até as próprias ferramentas. A ideia é tentar ser o mais eficiente possível e competir com outros jogadores pelo melhor tempo em cada fase e marcar seu território online, tentando fazer um tempo melhor e conquistar os troféus que são parte dos colecionáveis. O fator replay está muito presente aqui, principalmente para os jogadores mais competitivos e colecionistas, já que Demon Turf conta com muitas fases extra, side quests e itens para personalização. Porém, caso o jogador queira apenas finalizar o game, é possível fazê-lo sem conquistar tudo no jogo.
Atualmente, estou com 25 horas de jogo e mal fiz 40%, mesmo terminando a história principal.

Os controles são bem precisos, temos as opções de dar pulos simples, backflips, pular nas paredes e até super pulos no momento certo – isso é algo que vai agradar bastante os fãs de jogos de plataforma (eu incluso). Outro ponto chave é como o Demon Turf coloca checkpoints: nós mesmos temos que marcá-los. Usando até 4 bandeiras, marcamos o território e podemos viajar entre elas à vontade, o que facilita muito em níveis não lineares ou naquele desafio que erramos direto.
O único ponto negativo vai para o combate. Beebz ataca lançando energia de sua mão, mas isso não causa muito dano, e é mais efetivo jogar os inimigos contra paredes de espinhos. Isso acaba sendo um tanto cansativo, principalmente quando nos deparamos com ladeiras. Entretanto, as lutas contra os chefes são boas e bem elaboradas.

Gráficos e trilha sonora

A arte de Demon Turf tem um estética única e que combina cenários 3D com modelos 2D com uma certa profundidade, usando uma leve otimização para rodar melhor no Switch e recursos de oclusão do ambiente para evitar quedas de FPS e objetos renderizando na visão do jogador. Um ótimo port sem perder (muito) a qualidade.

A trilha sonora de Demon Turf é sensacional e se adapta bem ao cenário. Na maioria das fases, é uma batida leve que se mistura com tema do ambiente, mas quando temos uma batalha contra um boss, a música se torna uma batida frenética, com remix e mashup de alguns estilos musicais. Alem disso, algumas contam com letra cantada pelo próprio chefão.

Conclusão

Demon Turf é um jogo que deve ficar na sua lista se você gosta de jogos de plataforma 3D, desafios e competir pelo melhor tempo. É um game com muito conteúdo extra e muitos easter eggs, garantindo um bom tempo de jogo.

Demoniaco
Demon Turf é difícil de dominar, mas quando feito é muito gratificante. É um dos melhores jogos que joguei esse ano e não pretendo parar tão cedo.
Prós
Fases desafiadoras e que te fazem pensar em uma rota melhor
Muito conteúdo, garantindo um grande tempo de jogo
Vários colecionáveis e modificadores disponíveis
Controles responsivos
Boa trilha sonora
Contras
História rasa
O jogo tem alguns problemas de colisões às vezes
8.5
Comentários