A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise: Guacamelee! 2

5

O primeiro Guacamelee! é um dos meus jogos indie favoritos, pois conseguiu aliar exploração, plataforma e combate de forma que os três se complementassem perfeitamente, resultando em um incrível jogo de aventura. Guacamelee! 2 utiliza da base construída por seu predecessor e a expande de maneiras incríveis com desafios interessantes e novos poderes, efetivamente garantindo que a nova aventura nunca se torne algo chato.

Antes de jogar a sequência, recomendo que terminem o primeiro Guacamelee! pela simples razão que Guacamelee! 2 não é fácil e também não perde muito tempo para testar as habilidades do jogador. Uma vez que se obtém um novo poder, o jogo rapidamente ensina as diferentes maneiras de utilizá-lo e logo o incluí em seus desafios de plataforma e combate. O primeiro título tinha um ritmo mais lento ao introduzir novos poderes e deixar o jogador se acostumar aos mesmos, mas a sequência foca em constantemente introduzir novos elementos para deixar o jogador sempre atento e interessado. Funciona muito bem, especialmente para aqueles que já terminaram o primeiro, mas pode ser um tanto maçante para iniciantes.

Assim como o original, Guacamelee! 2 tem um humor não se leva muito a sério e está lotada de referências a outros jogos, filmes, etc. A história se passa alguns anos após o primeiro, com Juan casado e com filhos vivendo em paz com sua família. Uay Chivo, seu mestre de luta livre, aparece de maneira repentina e pede que Juan volte a lutar novamente para que possa derrotar Salvador, um lutador de outra dimensão que procura o Guacamole Sagrado, sendo que se for bem-sucedido isso significaria a destruição de todas as linhas do tempo no México, ou como é chamado no jogo, o “Mexiverse”. A história não tem grandes reviravoltas ou tramas, mas deve tirar alguns sorrisos dos jogadores com cenas inusitadas, galinhas illuminati e mais.

Guacamelee! 2 mantém uma progressão semelhante à do original, com Juan explorando diferentes regiões no mundo dos vivos e dos mortos, obtendo novos poderes que por sua vez liberam novas regiões e/ou novos caminhos e segredos em regiões já visitadas. O mapa é consideravelmente maior, sendo que algumas fases são compostas com dezenas de salas com inimigos, segredos, atalhos e mais. O mapa faz um ótimo trabalho em demonstrar todos os elementos em cada sala, inclusive segredos, pois o desafio se encontra em como chegar nesses pontos específicos em vez de descobrir onde estão.

O sistema de batalha permite que Juan utilize de seus golpes de luta livre em seus oponentes como socos, chutes, agarrões e outros ataques especiais. A execução desses, individualmente, é bastante simples, bastando colocar uma direção no analógico e o botão de ataque desejado, no entanto, o jogo permite realizar combos relativamente complexos com sequências de ataques, cancelamentos e mais. De certa forma, lembra um pouco um jogo de luta e dá liberdade suficiente para que o jogador invente seus próprios combos que podem destruir rapidamente todos os inimigos em uma sala.

O que torna Guacamelee! 2 especial é a soma de suas partes e a criatividade em cada desafio que proporciona ao jogador. Ao obter uma habilidade nova, ela se torna uma ferramenta para tornar cada passagem e cada combate mais complexo e, ao final da aventura, há salas que envolvem múltiplos poderes, trocas de dimensão, transformações e mais para serem concluídas, além de uma enorme habilidade por parte do jogador para utilizar adequadamente todos esses elementos. Em especial, existem alguns desafios opcionais que demonstram perfeitamente o quão complexo esses sistemas podem atuar em conjunto, sendo o ápice da jogabilidade do título.

Jogo analisado com código fornecido pela distribuidora.

5
Deixe um comentário

3 Tópicos
2 Respostas aos tópicos
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Tópico quente
3 Autores de comentários
ThinkEmissarioRafaelElias Autores de comentários recentes
  Se inscrever  
Ser notificado por
Emissario
Amiibo

Esse jogo é um destruidor de vidas sociais!!!
Espero uma analise de omensight.
Quero levar guacamelee o quanto antes, mas me interessei por omensight também, ao ponto de ficar na duvida de qual dos dois eu levo.

Think
Amiibo

O loko, nota máxima!!! E tenho certeza q esse jogo merece!!!
O primeiro Guacamelee é sem dúvida alguma o melhor jogo indie já feito! Extremamente divertido, desafiador e cheio de humor! Me deliciei jogando cada segundo e quase jogando o controle na parede em alguns desafios opcionais extremamente complexos e, mesmo assim, muito divertido!
Certamente pegarei Guacamelee 2 qdo tiver um tempinho!
Belo review, @SephLuis

RafaelElias
Amiibo

Com certeza merece! Comecei a jogar no dia de lançamento na Steam e não parei de jogar até fazer 100%. Vicia mais que crack :rofl:

Think
Amiibo

Pois é! Mega viciante e não tem jeito de parar antes dos 100%! Preciso urgente do 2!

RafaelElias
Amiibo

Eu só acrescentaria o fator trilha sonora que apesar de simples, cumpre com maestria a proposta dela. Principalmente a música Chicken Illuminati HQ