A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise – Late Shift

Late Shift é um filme interativo, onde suas escolhas afetam a continuidade da história lançado recentemente ao Nintendo Switch. Foi produzido e distribuído pela Wales Interactive em conjunto a CtrlMovie.

O protagonista trata-se de Matt, um jovem que cuida de um estacionamento e acaba se envolvendo em diversos problemas com a máfia chinesa e é obrigado a cooperar num roubo de uma peça valiosa. Não iremos nos aprofundar na história, pois a chance de Spoiler é alta, mas no geral ela é muito boa, mesmo que seja forçada em certos momentos. Mas podemos dizer que, apesar de usar atores desconhecidos, é uma produção de alta qualidade e não perde em nada para grandes produções do cinema, ressaltando que o roteiro foi escrito pelo mesmo autor do filme de Sherlock Holmes (lançado em 2009).

Apesar de se tratar de um filme interativo, Late Shift exige raciocínio rápido para as escolhas, já que uma escolha errada pode ocasionar até mesmo na morte de Matt. Afinal, são 7 possíveis finais ao longo de 14 capítulos. Cada vez jogada, Late Shift pode durar algo em torno de 60 a 80 minutos, dependendo de suas escolhas e o fato de ter vários finais faz o fator replay ser grande, sendo necessário quase 8 horas para conseguir ver a todos finais.

Se há um ponto negativo que vale ressaltar, é para os brasileiros, que terão de entender muito bem o inglês para conseguir acompanhar o game/filme. Está tudo em inglês e nem foi citado uma possível atualização com suporte à linguagem PT-BR.

Jogo gentilmente fornecido pela Wales Interactive para análise.
Late Shift está disponível na Nintendo eShop do Switch por 12,99 dólares.

Comentários