A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise – Layers of Fear 2

Como grande fã de terror que sou, não poderia deixar de conferir Layers of Fear 2 no Switch, um jogo que aposta no terror psicológico para brilhar e assustar a audiência… Mas será que isso é efetivo?

Gostaria de iniciar elogiando a jogabilidade do título, não existem engasgos sérios que comprometam a experiência e a qualidade da aventura. Existem itens, mensagens, códigos e passagens escondidas que aguardam jogadores atentos – mais um ponto positivo para esse misterioso jogo de terror.

Durante a exploração do navio, o jogador encontra trechos de histórias vividas por pessoas que viveram naquele lugar. Existe uma construção e amarração muito interessante neste ponto, levando a um clima muito interessante.

 

Os gráficos também contribuem e muito para a experiência, são gráficos bonitos, que entregam detalhes e que nos permitem embarcar nessa aventura, que se passa num navio fantasma.

Ao que tudo indica, o personagem principal está teste de elenco com um diretor misterioso, tentando construir um personagem. Com o passar do tempo percebemos que algo não está certo. Muitas vezes você entra por uma porta, olha para trás e já não reconhece o caminho de onde veio, por exemplo.

Esse recurso é muito interessante inicialmente, mas a partir de certo ponto já se torna um elemento tão corriqueiro que não consegue surpreender o espectador. Esse desgaste não ajuda a construir o ambiente de terror, desgastando a “magia” do título

 

 

Além disso, LoF2 aposta nos famosos jumpscares, eventos que pegam o espectador/jogador de surpresa para causarem um susto. Esses eventos surgem em vários momentos, tanto quando você atravessa por alguns corredores quanto quando você olha para um espelho inocente. Infelizmente, isso também não funciona muito bem depois de algum tempo, falhando em pegar o espectador desprevenido depois da décima vez.

O jogo abarca muitos pontos positivos e inspirações de grandes títulos do horror, mas também cai em algumas armadilhas do gênero que não contribuem para a qualidade. Um exemplo disso são os trechos de perseguição, que não são interessantes. Em minha experiência este é o principal ponto fraco do título, um Monstro que não dá medo e que leva a sequências cansativas.

Com isso, digo que Layers of Fear 2 não é um título que dá medo, mas também não é um jogo ruim. A história é realmente muito interessante e chamativa, mas só isso não basta. O uso exagerado de certos elementos do terror afetam a qualidade do jogo e a diversão do jogador em certos níveis, o que é uma pena.

Jogo fornecido para análise pela Bloober Team.

Veredito
Veredito
Layers of Fear 2 não causa medo, mas não deixa de ser uma experiência interessante. Contando com uma história muito bem ambientada e construída, o título entrega boas surpresas, mesmo que patine em alguns elementos do horror.
Prós
História bem construída
Fluidez
Ambientação
Gráficos
Contras
Uso exaustivo de elementos de terror
Sequências de perseguição cansativas
7
Terror sem medo
Comentários