A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise – Mario Tennis Aces

9

Misturando mecânicas realistas das quadras com a bagunça do bigodudo, Mario Tennis Aces chega pro Switch!


-A Jogabilidade

Para amantes de tennis ou mesmo para novatos, o jogo explica todos os comandos e efeitos de saques diferentes, assim como diferente estilos de personagens e quadas, e como isso acaba afetando a bola em determinados momentos.

Complexo? bastante. De primeiro momento a quantidade de informações pode até confundir um pouco, mas como todo bom jogo de esporte, o ideal é fazer o tutorial pra não se perder nos comandos e meter a cara nas partidas

Não tem melhor professor do que a pratica, e vai levar varias partidas até que você saiba o momento certo de usar cada saque:

  • Topspin Shot – Bola de efeito e forte. Quica alto;
  • Slice Shot – Bola lenta e curva. Não quica muito;
  • Flat Shot – Bola reta e rápida. Perde velocidade depois de bater no solo;
  • Lob – Corte alto, passando por cima do oponente;
  • Drop Shot – Corte baixo, mais próximo da rede;
  • Star Shot – Qualquer saque realizado em cima da estrela brilhante ganha força e velocidade;
  • Trick Shot – Pulo pra salvar bola distante. Feito no momento certo gera stamina, no errado consome (será explicado logo em seguida).

Alem dos tipos de saques, as quadras também influenciam —e muito— na velocidade e o quão forte a bola quica:

Isso além do fato de que algumas quadras tem obstáculos apenas para atrapalhar a partida, tipo piranhas plants, espelhos mágicos, canos, etc.

 

 

Acrescido à tudo isso o jogo conta com o novo sistema de stamina necessário para movimentos especias:

  • Special Shot – Tacada extremamente forte e com mira. Cada personagem tem uma animação diferente;
  • Zone Shots – versão mais fraca do Special, com mira e sem animação. Consome menos stamina;
  • Zone Speed – o linha de defesa dos dois anteriores: o jogo fica em camera lenta e só o personagem se move normalmente.

Devido a força dos saques, a Nintendo entendeu que nenhum material aguentaria um saque de uma raquete flamejante na boa (to olhando pra você Bowser ¬_¬) e incluiu o sistema de Raquetbreak, que consiste basicamente na durabilidade das raquetes que vai diminuindo se o jogador não rebater os Special/Zone Shot no momento correto, podendo resultar em KO se ela quebrar.


-Os Modos de Jogo

  • Adventure

Similar ao Mario Superstar Baseball (de GameCube), Mario Tennis Aces também conta com um modo história no qual vai subindo a curva de aprendizagem do jogador gradativamente, apresentando os comandos avançados, quadras, personagens e desafios aos poucos. Nesse modo você joga com Mario acompanhado do Toad, percorrendo a ilha em busca das Power Stones, utilizadas para selar uma poderosa entidade maligna que se libertou da raquete de Bask, e salvar seu irmão Luigi que foi tomado por ela.

A história é bem simples e direta, quase um clichê. O que a deixa diferente é que em todo lugar tem uma quadra e tudo se resume a uma partida de tennis (bizarro, mas justificável devido a temática do jogo).

O modo adventure conta com alguns aspectos de RPG, onde a cada partida ganha/perdida o jogador adquire pontos de experiencia, que aumentam os atributos do Mario. Travou em alguma fase/desafio? Re-jogue contra adversários antigos e suba uns 2~3 níveis e tente de novo  😉 .

  • Tournament

Aqui temos disponíveis 2 opções:

  • Modo Online – O ranked do jogo. Você pode escolher jogar tanto no sistema standard — com stamina e os Special/Zone Speed/Shot —, quanto no sistema Simple —contando apenas com sua habilidade no tennis e os saques básicos—

Funciona parecido com a Demo do jogo: a cada vitoria o jogador vai subindo na chave e enfrentando outros jogadores com a mesma qualificação atual, e acumulando pontos pra sua colocação final nos Scoreboards.

A cada mês de competição, os jogadores que participarem ganharão acesso antecipado a um novo personagem (no mês em que essa análise foi escrita, o personagem foi o Koopa-Troopa)

  • Modo COM – São 3 Cups —Mushroom, Flower e Star— com chaves de 8 jogos contra o cpu.

Pro pessoal que curte um 100% cofcofTipoEucofcof é necessário terminar cada Cup, com cada personagem pra ganhar uma grande nada coroinha no nome dele… (eu acho que é só isso. Ainda não fiz tudo ainda, então…)

  • Free Play

Basicamente onde você passará o maior tempo de jogo: Aqui é possível jogar 1vs1 ou 2vs2 tanto sozinho quanto mult, offline, online ou mult-console. Algumas regras podem ser alteradas —como  dificuldade do cpu, duração da partida, etc— e a possibilidade de escolha de quadra como foi noticiado aqui está “escondida” nas opções: o jogador deve escolher as quadras que NÃO quer jogar. Uma dificuldade desnecessária que espero que seja corrigida futuramente.

Para liberar mais quadras jogáveis, basta progredir no modo adventure.

  • Swing Mode

Misturando o tennis do Wii Sports com o sensor de movimento avançado do Switch, temos a forma mais interessante de jogar: com apenas um Joycon você controla o personagem pelo analógico, e os saques ficam por conta do tipo de movimento que você fizer com o braço.

Particularmente, achei bem difícil jogar nesse modo devido a movimentação e os comandos ficarem no mesmo controle (talvez algumas horas de pratica resolvam XD ), mas é de longe o mais realista: se o saque pegar o tempo errado da bola, ela vai sair torta, resultando em perda de força/velocidade ou indo totalmente pra fora da quadra.

Nesse modo, a stamina e os Special/zone shot são desativados.


-O Visual

Com um show de luzes e efeitos especiais, o jogo entrega uma ótima imersão nas partidas tanto na parte visual quanto na auditiva. A platéia vibra com saques fortes ou quando rola aquela salvada milagrosa, e quando está no ponto decisivo do set, começam a fazer um coro com palmas pra dar pressão e a musica abaixa o volume, deixando o jogador realmente tenso.

Bonito no modo portátil e magnífico no dock, não senti em nenhum momento quedas de frame (que geralmente são comuns nesse tipo de jogo mais “frenético”) . A Nintendo sempre faz um ótimo trabalho na parte artística dos jogos do Mario.

Ainda assim, senti falta dos sprites dos outros personagens no modo história. Um detalhezinho que seria a cereja no topo do bolo.


-O Multiplayer

É aqui que Mario Tennis Ace brilha com força. Mesmo com um modo história agradável, querendo ou não, o foco de todo jogo de esporte é o multiplayer.

Arrisco até a dizer que esse Mario tem grandes chances de se tornar um e-sport altamente competitivo em campeonatos mundo afora (isso se for local, porque se depender do modo online…)

Assim como na demo, o online sofre com um serviço fraco, com delays constantes e oscilação de sinal q atrapalham e muito as partidas. Mesmo com uma internet de médio porte (50mb) foram poucas partidas que não tive problemas para completar. Ao menos o problema grave de lag foi trocado por um delay temporário —afetando os dois jogadores ao mesmo tempo— deixando um pouco mais “justo” e “jogável”.

Mas isso não quer dizer que não dê pra aproveitar bem o multiplayer. Quem tiver a disponibilidade, aconselho a jogar o 2vs2 local e todo mundo colocar no random. Fica bem mais divertido quando você não sabe com qual personagem vai jogar, nem com quem fará dupla =D

Se não tiver um par extra de Joys não tem problema. Com os dois do console já da pra passar varias horas no versus ou no co-op contra a CPU.

80%
Maravilhoso

Mario Tennis Ace é mais um jogo obrigatório para a biblioteca do Switch. Com varias formas de jogo, ele consegue agradar diversos tipos de jogadores de diferentes idades e gêneros, por horas e horas seguidas.
A questão principal é que temos um ótimo jogo competitivo mas com um péssimo desempenho do online, deixando um gosto amargo de ter comprado um jogo incompleto.
Eu espero de verdade que quando o sistema pago do online entrar em ação, a BigN insira a qualidade de suas IP's nos servidores do online, para que esse jogo se torne realmente completo, e que não se repita nos próximos lançamentos.

  • Design
O jogo foi gentilmente concedido pelo nosso patrocinador Chuck TCG para esta análise.
“imagens retiradas da internet e arquivo pessoal”

Deixe um comentário

9 Comentários em "Análise – Mario Tennis Aces"

Ser notificado por
MetalWario
Amiibo
O jogo realmente tem seus problemas e o matchmaking preciosa melhorar, é fato. Mas uma coisa sobre o lag no modo online que pode tirar a dúvida de quem está cogitando pegar ou não o jogo: Ter uma internet de 50 MB ou de 10 MB não faz muita diferença. O que importa é a latência ( o ping) Quando você acha um adversário no Mario Tennis Aces, ele mostra a qualidade da conexão como se fosse o sinal de telefone e você tem a opção de aceitar ou NÃO a partida com um adversário . Um que esteja com… Ler mais »
Lastdragon
Amiibo

tem suporte aos Miis?

cvertigem
Amiibo

Parece legal e talz, mas foi lançado perto de muitos jogos melhores
Wolfenstein 2, Crash Trilogy, Ys VIII Lacrimosa of Dana e Octopath Traveler eu considero opções melhores de compra

mauroalves
Amiibo

Só você acha.

Allaninja
Amiibo

Porra de Delay em Nintendo, na Demo tava tenso, jurava que iam melhorar isso ai.