A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise: Miitopia

Uma das surpresas mais agradáveis do ano

Miitopia para Nintendo Switch foi lançado em 21 de Maio de 2021 e é um remaster da versão lançada em 2016 para o Nintendo 3DS. Trata-se de um RPG em turnos onde o jogador pode criar todos os personagens incluindo NPCs, vilões, os que compõem a sua party e é claro, o protagonista. No game, nosso herói é surpreendido pelo poderoso Dark Lord com seus planos de roubar o rosto das pessoas e colocá-lo em monstros. 

Jogabilidade e diferenças para versão de 3DS

Apesar de ser um remaster, Miitopia possui muitas diferenças quanto a sua primeira versão no Nintendo 3DS. Os gráficos em HD deixam o jogo perceptivelmente mais bonito e muitas texturas foram refeitas, mas é na jogabilidade que encontramos as maiores adições. O sistema de criação de Miis, que já parecia excelente no 3DS, está ainda mais robusto no Nintendo Switch. Agora possuímos mais opções de perucas e maquiagens, deixando a cargo da criatividade do jogador a criação de Miis que refletem a personalidade do personagem ou até reproduzem fielmente amigos do mundo real e personagens fictícios.

Miitopia possui um sistema onde os personagens da party melhoram os relacionamentos entre si e assim ganham vantagens no campo de batalha. Diferentemente da versão de 3DS onde os personagens fortaleciam esses laços na pousada entre as fases, agora os heróis podem também sair para um passeio em duplas para passarem um tempo juntos. A variedade de passeios é incrível e cria momentos e diálogos engraçados e divertidos. 

Outra diferença da versão de Nintendo Switch para a de 3DS é que agora temos um cavalo como membro da equipe. Não diferente dos outros membros da party, o cavalo também cria laços com os companheiros e pode participar de passeios exclusivamente criados para ele. O membro de quatro patas da equipe traz diversas vantagens em combate e passa longe de ser uma pequena adição, fazendo parte diretamente das estratégias de combate. Além disso, o visual do cavalo é totalmente personalizável e o jogo entrega muitos recursos para que seu companheiro equino fique digno da sua criatividade.

História

O malvado Dark Lord está assolando toda Miitopia e roubando rostos por onde passa para dar vida a seus monstros. A tarefa dos nossos heróis é encontrar e derrotar o grande vilão para assim devolver todos os rostos e trazer a paz de volta ao mundo. A história simples serve como plano de fundo e guia para a aventura, porém Miitopia não se leva a sério e brinca o tempo todo com os clichês e situações durante a jornada. Como em outros games do gênero RPG, ao longo da história vamos conhecendo diversos personagens que nos entregam side-quests tão divertidas quanto a quest principal. 

Gameplay

Miitopia funciona como um JRPG clássico em diversos fatores, principalmente na composição básica dos personagens. Cada membro da party, com exceção do cavalo, tem uma classe escolhida pelo jogador e fica mais forte de acordo com melhorias na armadura e nas armas, além disso temos a progressão dos status que se dá de duas maneiras, a primeira com a evolução do nível do personagem e a segunda onde o jogador oferece comida aos heróis. Cada alimento aumenta determinados status e pode ter um adicional caso o personagem goste daquele alimento. 

Um fator muito interessante nessa parte de classes é que o jogo se utiliza de recursos narrativos para que o jogador conheça e utilize todas as classes, ou pelo menos a maior parte delas. 

Outro recurso de gameplay bem interessante fica por conta do relacionamento entre os personagens, que já citamos na primeira parte do texto. O nível de relacionamento entre os personagens influencia diretamente no combate de uma maneira que foge ao controle do jogador. Um bom exemplo disso é que em determinado momento quando um membro da party estava prestes a receber um golpe fatal de um inimigo, seu companheiro entrou na frente e recebeu o dano por ele. Esta é apenas uma das diversas situações semelhantes que podem acontecer envolvendo os personagens durante um combate e, geralmente, essas interações vêm acompanhadas de diálogos divertidos. 

Durante os combates de Miitopia controlamos apenas as ações do nosso personagem enquanto os companheiros agem por conta própria. Isso é algo que pode incomodar a alguns jogadores, mas a mim trouxe a sensação de um RPG de mesa tradicional, o que foi algo agradável.

Direção de arte

Miitopia faz uma conexão muito interessante quando o assunto é arte, já que a principal proposta do game é colocar o jogador como designer de personagens. Além de ser um dos pontos mais divertidos do jogo, tira o jogador de observador passivo e o coloca ativamente dentro da criação daquele universo. Quando somamos isso aos ótimos efeitos sonoros e aos ambientes coloridos e diversificados, temos uma gameplay leve e divertida. A trilha sonora, apesar de não ser nada grandiosa, tem bons momentos e cumpre positivamente o seu papel.

Nem tudo é perfeito em Miitopia

Apesar do saldo ser bem positivo em Miitopia, alguns pontos negativos precisam ser ressaltados. Próximo ao final, temos quests principais que não afetam em nada a continuidade do jogo e deixam a aventura frustrante e cansativa. Algo parecido acontece com alguns diálogos entre os companheiros do grupo no mesmo período, conversas que antes vinham carregadas de personalidade e diversão, agora soam repetitivas. Esses problemas seriam resolvidos se essas missões fossem opcionais ao invés de obrigatórias, porém apesar de desagradáveis não afetaram a experiência final que tive com o jogo.

Enfim

Miitopia traz uma experiência leve e gratificante, sua história simples e cheia de diálogos divertidos o torna um game atrativo para crianças e adultos. A direção de arte representa muito bem o universo em que o jogo se insere e conecta de maneira incrível o jogador como participante ativo na criação dos personagens, tudo isso somado a um gameplay cheio de recursos e possibilidades digno de um grande RPG. Apesar de um pouco repetitivo no final, Miitopia é excelente e uma das surpresas mais agradáveis do ano.

O jogo para análise foi cedido gentilmente pela Nintendo.

Análise: Miitopia
Veredito
Miitopia traz uma experiência leve e gratificante, sua história simples e cheia de diálogos divertidos o torna um game atrativo para crianças e adultos. A direção de arte representa muito bem o universo em que o jogo se insere e conecta de maneira incrível o jogador como participante ativo na criação dos personagens, tudo isso somado a um gameplay cheio de recursos e possibilidades digno de um grande RPG. Apesar de um pouco repetitivo no final, Miitopia é excelente e uma das surpresas mais agradáveis do ano.
Prós
Sistema robusto de personalização de personagens
Ótimas mecânicas de RPG
Engraçado e divertido
Contras
Algumas quests desnecessárias
Um pouco repetitivo no final
8.5
Uma das surpresas mais agradáveis do ano
Comentários