A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise: My Friend Pedro

1

My Friend Pedro é um jogo bastante único. Trata-se de um jogo de ação 2D cujo protagonista é um mercenário acompanhado por uma banana chamada Pedro e que procura assassinar vilões que destruíram sua cidade. No seu caminho, existem uma quantidade absurda de capangas e o protagonista irá removê-los utilizando um alto poder de fogo em conjunto com métodos bastante absurdos e criativos para acertar seus alvos.

O protagonista tem várias habilidades de locomoção e de manusear suas armas como, por exemplo, diminuir o ritmo do tempo, desviar de balas, travar a mira em um alvo enquanto se atira em outro alvo diferente, chutar objetos e muito mais. Os comandos são, inicialmente, difíceis de se adaptar, mas felizmente é possível mapeá-los. Com um pouco de prática, é possível juntar várias ações em um ritmo único de carnificina, sendo esta a principal proposta do jogo: aperfeiçoar cada vez mais seu desempenho em cada nível.

Existe uma mecânica de combo, portanto, quanto mais inimigos você matar em um pequeno intervalo de tempo, melhor. Conseguir juntar as diferentes mecânicas em diferentes situações é o principal desafio para o jogador. Um cenário comum, por exemplo, é diminuir o ritmo do tempo, pular por uma janela atirando em dois capangas, desviar das balas enquanto se elimina um terceiro, marcar o alvo de uma pistola num quarto e eliminá-lo enquanto se mira num quinto capanga e sair correndo em rumo ao próximo grupo. Isso que ainda existem formas de eliminar seus inimigos usando objetos das fases como panelas, placas de metal, barris, skates, etc. É bastante notável que cada nível tem um conjunto de ações ótimas a serem seguidas, mas aprimorar sua execução é parte central da experiência.

O desempenho do jogador é dado pelo tempo que passou na fase e pela quantidade de inimigos mortos, principalmente. Existem pontuações extras como não morrer em uma fase que ajudam a conseguir uma avaliação melhor dada pelo Pedro, seu amigo banana. Cada nível é curto sendo possível concluir a maioria em até cinco minutos, mas o atrativo do título é que o jogador retorne a esses níveis para conseguir uma pontuação maior ou desafiar os maiores níveis de dificuldade. Vale destacar que as fases são construídas com bastante cuidado para que, caso o jogador seja habilidoso o suficiente, jamais interromper a ação do jogo.

O que realmente me impressionou no jogo, no entanto, foi o ritmo de aprendizado das mecânicas e como cada conjunto de fases é pensado para desenvolver um aspecto dessa jogabilidade. Inicialmente, o jogador aprenderá sobre os vários usos da mecânica de diminuir o ritmo do tempo e sobre o uso das pistolas. Logo em seguida, utilizar os elementos das fases como placas de metal, panelas, barris, etc. Outro conjunto foca no lado plataforma que envolve pular entre paredes, utilizar cordas, etc. Isso prende a atenção do jogador, pois a experiência de jogo muda antes de ficar monótono. Um destaque para as fases com alguns chefes que foram excelentes.

Jogo analisado com código fornecido pela Devolver Digital.

80%
Ótimo

My Friend Pedro é um indie bastante interessante que tem sua jogabilidade como foco. Dominar as diferentes mecânicas, obter pontuações melhores e realizar uma carnificina num ritmo único sem paradas é o ápice da experiência do título. Ele requer certa destreza do jogador e o recompensa com um verdadeiro show de sangue, balas e bananas.

  • Design

1
Deixe um comentário

1 Tópicos
0 Respostas aos tópicos
1 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Tópico quente
1 Autores de comentários
Allaninja Autores de comentários recentes
  Se inscrever  
Ser notificado por
Allaninja
Amiibo
Allaninja

Faltou adicionar a trilha sonora do jogo

https://www.youtube.com/watch?v=M-CFU2V7YF0