A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise: One Night Stand

Antes de jogar One Night Stand, a única coisa que eu sabia sobre o jogo era que é uma Visual Novel. Já me preparei para alguns dos problemas mais comuns que vejo em várias VNs que joguei: misoginia, diálogos rasos, personagens superficiais e a busca pela melhor forma de levar a garota para a cama. Qual não foi minha surpresa ao início do jogo deixar claro que eu já estava na cama da garota?

One Night Stand é um jogo visualmente muito agradável. Com traços feitos à mão e uma animação simples, mas eficaz, você tem a oportunidade de viver uma interação interessante após um encontro. Você bebeu demais. Acordou na cama de uma estranha. Não se lembra de nada. E precisa buscar informações ao seu redor. Mas a quantidade de interações que você tem entre as idas e vindas da garota é limitada, e se você xeretar em coisa que não deve, ela vai ficar irritada e te expulsar de lá.

One Night Stand - Fazendo Escolhas

Se eu me preocupava com personagens rasos e diálogos superficiais, essa preocupação não se confirma em One Night Stand. A garota (nome propositalmente omitido para não fazer spoiler) é cheia de expressões faciais, seu humor é compatível com as respostas dadas e, especialmente, pelas perguntas feitas pelo jogador. As interações parecem ser humanas. Daria para explorar um pouco mais alguns aspectos, e outros ficaram meio incompatíveis com o restante (dica, não toque no ursinho), mas no geral, ela é bem construída, e você fica mais interessado em saber sobre ela conforme joga.

Depois de idas e vindas no diálogo, tive meu primeiro final: Chutei o nome dela certo, falamos de livros, ela não estava se sentindo bem, fui embora, sem chances de um novo encontro. Sem manter a amizade. Um encontro de uma noite só, como diz o título. E quando eu me preparava para reclamar do jogo, a cena me provoca, questionando se as coisas poderiam ter sido diferentes, e o menu mostra que aquele final era apenas um de doze possíveis.

Certo. O jogo não era só aquilo.

Mensagem do Amigo em One Night Stand

Acordo de novo, pego o celular, vejo a mensagem do meu amigo, e tudo recomeça. Cada vez que joguei, notei itens diferentes a explorar; como ogros e cebolas, One Night Stand tem várias camadas. E como é impossível de explorar todos os itens em uma jogada só, dá vontade de jogar várias vezes. Cada final dá um gostinho de quero mais, uma vontade de saber o que poderia ter sido feito diferente. E como cada ciclo dura cerca de 15 minutos (ou menos, se você avançar todos os diálogos que já teve), é fácil de passar algumas horas tentando encontrar cada um dos finais possíveis. O jogo te ajuda, ao dar pistas do que fazer para obter cada um, mas mesmo que não consiga um final diferente, com certeza, você aumentará seu nível de conhecimento sobre a garota, sobre a noite anterior, sobre o que aconteceu e como você foi parar lá.

O jogo constrói a história com você, e suas decisões podem levar de você sair correndo da casa dela completamente pelado ao possível início de uma amizade sincera. Quem disse que tem que ficar em uma noite só? Só cuidado com seu amigo. Enzo (Gary, no inglês) tem um recado especial para você, quando conseguir liberar os 12 finais.

É possível mergulhar por algumas horas nesse mundinho formado pelo quarto dela, e realmente se imaginar no lugar do protagonista. Algumas situações podem ser frustrantes, como encontrar a chave para sair de lá (o local é aleatório), mas podem ser contornadas salvando antes de começar a procurar. O fato de dar para salvar e carregar em qualquer ponto permite corrigir rapidamente uma escolha que deu um resultado ruim para você, ou que leva a um final que você já viu.

A seleção de idiomas poderia ser mais fácil e rápida, mas essa é a única reclamação possível da interface do jogo. Ele pode ser jogado basicamente do jeito que você quiser. Na TV ou no modo portátil, tocando na tela, usando os botões ou até mesmo com controle de movimento, ao velho estilo do Wii. E a possibilidade de acelerar diálogos já vistos facilita muito a não enjoar. O jogo volta à velocidade normal quando alguma interação der origem a uma resposta inédita, e aceleraa novamente nas cenas conhecidas.

Pelo valor que está listado, 4.99 dólares, o jogo promove boas 2 a 4 horas de entretenimento num bom nível; apesar de ser classificado como M, para maiores de 18 anos, não há nenhum momento vulgar ou que você poderia ficar constrangido ao jogar na sala de casa ou no transporte público (talvez um, mas depende das suas decisões). São apenas dois adultos conhecendo-se melhor depois de uma transa bêbada da qual nenhum dos dois se lembra muito. Dê uma chance para One Night Stand, e o dia seguinte será bastante agradável. Eu garanto.

90%
Surpreendente

Veredito

One Night Stand cumpre muito mais do que promete. O jogo é curto, mas a cada final, descobrir mais sobre a garota com quem você dormiu adiciona personalidade e profundidade a ela.

  • Final
Comentários