A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise: Owlboy

Owlboy é um daqueles jogos Indies que conquista de cara pelo seu estilo artístico belo. Por isso ao jogar esse jogo a primeira coisa que a pessoa vai notar é a beleza da arte empregada no jogo.

Ao começar o jogo você se vê na cidade de Vellie onde a jovem coruja que é muda. Ela tem problemas devido a desconfiança dos habitantes de suas habilidades.

O jogo numa grata supresa disponibiliza o idioma português do Brasil como opção e quem não tem habilidade com outros idiomas pode jogar o jogo entendendo toda a historia.

Bandeira linda!!!

Se trata de um plataforma 2D onde o personagem tem a habilidade de voar e pode carregar um de seus amigos por vez ou itens para batalhar e resolver os enigmas. Sua jogabilidade é muito boa e os controles respondem bem as mais diversas situações e domina-los vai ser importante para enfrentar os chefes do jogo.

Como falado anteriormente a arte do jogo é belíssima e o desempenho acompanha isso. Em quase todo o jogo ele corre liso e sem problemas com algumas pequenas exceções.

Tive que passar dele 3 vezes porque 2 vezes depois que derrotei ele o jogo travou.

As musicas do jogo variam de boas a excelentes e alguns musicas se destacam muito acima de outras, no geral a trilha sonora faz um bom trabalho e permanece boa até o fim do jogo e acredito que as musicas combinam bem com as cenas e a jogabilidade.

O jogo começa com uma historia simples que vai se ampliando com o tempo e se demonstra maior com o tempo inserindo novos personagens. Ainda deixando vários motivos para se ter uma sequencia seja contando o que aconteceu antes do jogo ou o que vai acontecer depois dele.

As animações impressionam

Por todo o jogo você encontra pequenos itens que servem como moeda na loja,  seu dono que tem uma trupe de animais “obedientes” espalhou esses itens por todos os lugares e se você achar, ele vai trocar por atualizações em seu equipamento e algumas coisas mais.

Ainda que seja um bom jogo tenho alguns defeitos a apontar, o primeiro é que em algumas partes o artista não deixou claro a perspectiva e você pensa que pode passar mais não pode. Outro defeito do jogo é que em algumas partes a tela acompanha você e o personagem fica centralizado e em outras a tela anda quando você encosta nela. Essa mudança incomoda as vezes. O defeito que me incomodou de verdade foi que o jogo travou 2 vezes depois de um chefe. Acredito que a empresa já sabe do defeito e em breve lançara uma atualização para corrigir isso.

No mais o jogo tem uma historia interessante e vai agradar a maioria dos jogadores. Uma vez que o gameplay é a prioridade ele varia algumas vezes e essas variações são agradáveis.

Comentários