A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise: Wolfenstein II: The New Colossus

51

O Nintendo Switch é uma plataforma sensacional do aspecto portabilidade ao suporte de jogos feitos pela companhia que com um ano no mercado tivemos boas surpresas – inclusive de third party. E uma das mais gratas surpresas é a Bethesda, que vêm dando suporte à plataforma com jogos de calibre pesado, importantes e que faltavam para expandir essa biblioteca maravilhosa. Wolfenstein II: The New Colossus é desses jogos que amantes de FPS não podem deixar passar de jeito nenhum, e nessa minha análise aqui, pretendo mostrar como foi minha experiência matando nazistas à torto direito em meio a uma guerra que pude carregar para tudo quanto é lado.

Wolfenstein II: The New Colossus é meu primeiro jogo da franquia, inclusive a primeira vez que jogo – uma vez que deixei passar as versões para outros consoles quando soube que viria para a plataforma da Nintendo. Ainda que eu possa ter perdido a primeira empreitada, logo no início do jogo me mostram um curta explicando todos os fatos mais importantes do predecessor, pra não chegar “sentando na janela do ônibus” nessa nova versão.

Vai um pouco de ação aí?

A ação aqui nesse FPS continua frenética para quem veio de Wolfenstein: The New Order, que também conta com todo aquele belho trabalho sólido de sua produtora (Machine Games) em cenários, além de termos acesso à um belo arsenal balístico e explosões por todas as partes para garantir que sua tarefa aniquilando inimigos seja cheia de emoções. Wolfenstein II: The New Colossus conta com violência de todos os tipos: de racismo à doméstica, tirando o fator da guerra, posso dizer com total segurança que a Machine Games caprichou na hora de mostrar um FPS de qualidade com uma história profunda, digna de jogos que dominam esse gênero no mercado.

História

Para a história desse jogo, vivemos uma narrativa profunda e cheia de contos do passado de B. J. Blazkowicz. Desde o início conta-se sua origem, o que viu e viveu no passado com sua família, companheiros e o motivo que o levou a defender seu país na guerra. Digamos que no começo possa ser um pouco mais difícil de você entender toda a situação, visto que o jogo intercala entre ação matando inimigos que surgem sem parar com cenas do passado (em legendas minúsculas no modo portátil) dando a impressão de que você pode acabar se perdendo do contexto se não se atentar ao que ocorre no presente e passado. Digo isso também porque The New Colossus se mostra bem mais emotivo do que sua edição anterior pelo que li em seu resumo, mas claro, com bastante humor pesado além de sarcasmo e sátiras por todos os lados.

Nessa versão continua sendo bem complicado exterminar o atual regime nazista de Hitler, que têm como seu braço direito  a general Irene Engel – inclusive a responsável pela busca da cabeça de nosso personagem principal BJ e toda sua equipe parte da resistência. Não sei quanto à vocês, mas essa vilã merece palmas por toda sua personalidade empregada em The New Colossus se mostrando um inimigo verdadeiramente formidável, curel e muito bem trabalhada na história.

Eploração, cenários e arte

O jogo nos permite a exploração de pontos que se intercalam nos Estados Unidos onde buscamos aliados para reforçar a tropa da resistência contra a atual ditadura nazista. Percorremos por uma destruída Nova Iorque, Texas, Novo México e Nova Orleans com uma bela variedade de estruturas em cenários muito bem trabalhados. A Machine Games optou por uma mecânica em que o jogador atira e continua avançando por um cenário que passa a impressão de uma liberdade maior quando comparado à outros jogos do gênero, permitindo uso de estratégias bem bacanas para aqueles que preferem cercar seu inimigo de vários lados sem ser percebido, evitando o confronto frontal sem “saída”. A direção de arte do jogo também merece diversos elogios pois a variedade de cenários imposta nos passa a sensação de uma guerra em 1961 – ainda que com armas futurísticas para a época – The New Colossus nos mostra um mundo fantástico, das diversas paisagem à inimigos que estão tão bem feitos, que você vai pensar duas vezes antes de tentar enfrentá-los (é melhor passar sem ser percebido, vai por mim!).

Desempenho e sistemas

O jogo possui um sistema bacana como um FPS para tiroteios frenéticos, e no Switch isso fica ainda melhor com a adição da mira pelo sensor de movimento e também do suporte ao HD Rumble. ter um controle livre sobre onde vou mirar apenas movendo minha mão, e o feedback dos tiros com as vibrações dá uma imersão muito bacana ao jogo – mesmo no modo portátil do console.

O estilo também segue padrões implementados por grandes jogos de guerra com campanha solo: temos missões principais com secundárias e uma outra gama opcional para se aprofundar mais nas histórias que são contadas de forma mais superficial.

Para mostrar que não estamos em uma era só mergulhada em multiplayer no gênero, a Machine optou por não implementar qualquer tipo de mecânica que permita vários jogadores ao mesmo tempo em The New Colosssus, deixando claro que a melhor experiência aqui é a solo por meio de todas as histórias que são contadas.

Quanto à resoluções o jogo claramente se mostra um primor, mesmo na versão portátil ela se mostra muito bem trabalhada pela Panic Button. O port também não deixa nem um pouco a desejar na taxa de quadros, que ao meu ver se mostra bem firme em meio aos tiroteios mais intensos e com mais inimigos. Como em todo jogo para o Switch, The New Colossus possui um desempenho melhor quando no dock.

E os problemas?

Aqui estamos em uma das parte mais difíceis: apontar defeitos. Claro que todo jogo possui seus altos e baixos, mas com Wolfenstein II as coisas não me pareceram graves à ponto de prejudicar muito a jogatina. Uma das coisas que posso apontar aqui é que fica bem difícil entender a história pelas legendas – principalmente no modo portátil – pois elas são bem pequenas. Seria muito bom se implementassem alguma opção que pudesse ampliar os textos.

Fora isso, talvez posso apontar também que a IA dos inimigos as vezes acaba falhando, os fazendo se movimentar e atirar de forma um pouco mais grotesca que o aceitável para um personagem controlado pela máquina – mas nada tão grave.

90%
Excelente

Veredito

Wolfenstein II The New Colossus com certeza é um dos melhores jogos FPS disponíveis na atualidade, com belíssimos gráficos, ambientes e história muito bem ambientados sem exageros e com o máximo de aproveitamento e experiência que um jogo desse calibre pode proporcionar para donos do Nintendo Switch. é a recomendação certa para fãs de tiroteios.

  • Total

O jogo foi gentilmente concedido pela Bethesda Softworks para esta análise.
(The game was kindly granted by Bethesda Softworks for this review.)

Deixe um comentário

51 Comentários em "Análise: Wolfenstein II: The New Colossus"

Ser notificado por
Chico_Morris
Amiibo

E tome Port capado!!🤔

centurions
Amiibo

Tá com inveja Chica_da_Silva? rofl rofl rofl

mauroalves
Amiibo

Voltou pra falar merda de novo?

Thiago Andrade
Amiibo
Acabei de assistir a análise da Digital Foundry e fiquei me perguntando, até que ponto vale o investimento trazer jogos chamados “AAA” para o Nintendo Switch. O estúdio Panic Button, mostrou que consegue desenvolver muito bem na plataforma da Nintendo, mas para isso é necessário pagar um preço muito alto, o chamado downgrade. Entendo perfeitamente as limitações do Nintendo Switch, mas para alguns jogos, chamados de “pesados” essas limitações podem atrapalhar o produto final entregue pelas desenvolvedoras. E acredito que esse foi o caso do Wolfenstein 2, o jogo parece ser “muito” para o Switch e ai, o produto final… Ler mais »
WEREWOLF07
Amiibo
Se for pra dizer isso de ports pro switch, você terá de questionar várias versões de jogos nas outras plataformas também, the witcher 3, no ps4 e xone, em seu lançamento tinha quedas de fps que iam abaixo dos 20, era só começar a chover que fps dropava bonito, bastava aparecer efeitos de fogo na tela, que caía também, isso impediu do jogo ser ótimo? Até onde vi, as quedas de fps de wolfenstein no switch, vão só até 22/23, se isso torna a versão “impossivel de ser jogada” então amigo, temos que pedir o cancelamento de vários jogos nos… Ler mais »
Matheus PMoraes
Amiibo
Quando o custo é baixo e o tempo que leva para fazer o port também vale o investimento. Pelo o que eu sei os ports no Switch não demoram pra ficar prontos. Levam alguns dias a algumas semanas ou alguns meses. O Crash foi portado por um único engenheiro, outros jogos similares podem ter poucas pessoas envolvidas também e isso é um sonho para os executivos dessas empresas. Eles não precisam mais organizar uma equipe inteira (que poderia estar no desenvolvimento de um jogo novo e não um port) para levar o jogo ao Switch. Isto é muito bom. Crash… Ler mais »
Patolouco222
Amiibo

Análise Digital Foundry = Lixo Tendencioso

Matheus PMoraes
Amiibo
A Digital Foundry causa mesmo revolta nas análises que faz, mas no caso de Wolf 2 foram justos e positivos com o jogo. Eles fizeram questão de lembrar em outro vídeo que Doom está rodando íntegro em um aparelho portátil de 9 a 12 watts de consumo de energia ao passo que o PS4 consome de 120 a 130 watts e o Slim de 70 a 80 watts. No modo dock fica em torno de 12 watts e no modo portátil 9 watts incluindo a tela LCD de 6 polegadas. Eles concluem que quando se considera os resultados que este… Ler mais »
Aristarkh
Amiibo

Downgrade sempre existiu, a diferença é que nos anos 80 e 90 as pessoas estavam mais preocupadas em se divertir jogando do que reclamar que tal versão não é uma reprodução 1:1 da original.

Kid Kaos
Amiibo

Olha, eu acho que vale a pena sim trazer pro Switch, simplesmente por causa do fator portatil do console, sem falar de quando os ports são bem feitos, o Downgrade visual (que convenhamos, não é nada comparado ao Downgrade que os jogos AAA sofriam quando tinham ports de Wii, sem falar que tanto Wolfenstein quanto Doom ainda estão visualmente lindos no Switch) não é um preço tão alto assim.

cvertigem
Amiibo

Mesmo com a diferença gráfica gritante do Call of Duty do Wii para o PS3 e X360, no final das contas o conteudo era o mesmo…
Eu pelo menos penso assim

Bruno CBemont
Amiibo

Nintendo Wii não tinha Split-Screen nos COD’s , e não ganhou uma versão do Modern Warfare 2.

Matheus PMoraes
Amiibo

Isso foi um grande golpe! Por causa de uma briga interna na Activision o jogo não foi lançado para o Wii, o que não faz sentido porque a pessoa compra o MW1 e depois o MW3 e acaba pulando a história da trilogia. A Activision deveria ter trazido posteriormente.

Bruno CBemont
Amiibo

Grande cagada kkk Mas o Split-Screen era um conteúdo que era muito usado nas outras plataformas, joguei muito COD com Split-Screen 4 Players e 2 Players em Rede no Xbox 360.

cvertigem
Amiibo

Ansioso pra conseguir pegar o meu omg omg omg

Pena que foi lançado em um período meio ruim pra mim…

Espero que DOOM Eternal e Wolf Youngblood também recebam ports para o Switch

Xenoblade
Amiibo

Novamente, serei sincero: acho que essa análise foi parcial.

A resolução chega a cair para míseros 360p e você diz que o único ponto negativo é a ausência de legendas maiores? Amigo, estamos em 2018. Quedas para 360p num jogo de corredor que nem está rodando a 60fps são sim um defeito considerável a ser relevado numa análise.

Difícil engolir…

Matheus PMoraes
Amiibo

Eu imagino se aqueles rumores sobre a Nintendo fazer um dock que aumenta o poder do Switch podem algum dia confirmar um Expansion PAK tal como aquele que o N64 teve que adicionava mais memória RAM e poderia ser usado para melhorar a imagem ou o frame rate . Ele poderia solucionar esses problemas.

RafaelElias
Amiibo

Não gostou da resolução? Faz o seguinte: não compre, ou manda uma carta pra Bethesda reclamando. Criticar a análise não vai aumentar magicamente a resolução do jogo.
E outra coisa: jogue antes de reclamar. Você com certeza tá só se baseando em um video, aposto que se tivesse jogado sem assistir o video do DF nem teria percebido que a resolução cai pra 360p.
As vezes eu acho que nintendista tem que ficar sem jogo third mesmo dry

Bruno CBemont
Amiibo
360p é complicado mesmo… Só não ver quem não quer, ainda mais em Telas LCD e LED, até a geração PS2 não era tão ruim por conta da grande maioria das TV’s CRT’s serem de baixa resolução, mas ainda sim quando se jogava com S-Video ou Componente notava-se claramente a diferença pro AV, de qualquer forma a imagem era boa. Não adianta vir com desculpinha de fanboy Nintendista… Será mesmo esse o preço a se pagar pela portabilidade, texturas baxissímas, resoluções dinâmicas com quedas de 360p até em jogos da Nintendo (Xenoblade 2), tomara que o sucessor hibrido tenha um… Ler mais »
Xenoblade
Amiibo

Se brincar, o sucessor do Switch ainda conseguirá ter um hardware inferior ao do PS4, console lançado em 2013. E veja que quando isso ocorrer já estaremos em 2021/2022.

mauroalves
Amiibo

Próxima geração será só lá pra 2024, e isso se não vier mais upgrades para os consoles atuais.

Bruno CBemont
Amiibo

Aí complica, mas tem que ver qual será o custo da tecnologia, o conceito é ótimo, ´só que a ideia é avançada para a época. Pensando bem seria interessante se o sucessor fosse mais poderoso que a concorrência e depois que o 3DS for descontinuado, suportar o Switch por um bom tempo como Portátil depois que lançasse este sucessor, mas é difícil não ser hibrido também.

mauroalves
Amiibo

Na próxima geração só terá hibridos no mercado.

Matheus PMoraes
Amiibo

Eu acredito nisso. O sucessor do Switch vai corrigir todos os problemas com resoluções e frame rate e fará mais.

Xenoblade
Amiibo

Esse cenário seria excelente, mas, sendo muito realista, acho difícil a Nintendo voltar a lançar outro hardware de ponta. Nem precisa ser O MAIS parrudo da época, mas que ao menos estivesse num patamar equiparável ao dos concorrentes de modo a poder receber todos os títulos multiplataforma sem essas deformações grotescas.

Aristarkh
Amiibo

Gostava da época em que as pessoas jogavam em vez de serem chatas em sites.

Xenoblade
Amiibo

Gostava da época em que as pessoas não aceitavam caladas qualquer coisa.

Aristarkh
Amiibo

Mas ainda aceitam, vide microtransações e lootboxes.

Link
Amiibo

“Gostava da época em que as pessoas não aceitavam caladas qualquer coisa.”
Comentário perfeito.

Moonie
Amiibo

Esse sem duvidas deve ser o jogo com os melhores gráficos do Switch até o momento !!

Patolouco222
Amiibo

O jogo está lindão no Switch hein?

aLucard_
Amiibo

Que moral hein? Game cedido pela Bethesda para testes!! Como funciona, eles procuram o site e enviam um código eshop?

Lelo Galdino
Redator

A gente entra em contato com bastante publisher’s e promove nosso site.THQ, Bethesda, Square Enix entre outras tem sido muito parceiras e sempre mandam códigos.

wiiner
Amiibo

“Uma das coisas que posso apontar aqui é que fica bem difícil entender a história pelas legendas – principalmente no modo portátil – pois elas são bem pequenas. ”

Esse para mim é um problema dessa geração em si, mesmo nos outros consoles eu costumo ter problemas com o tamanho das legendas.

cvertigem
Amiibo

Ainda bem que eu entendo inglês, esse tipo de reclamação pra mim é irrelevante…

Eu também aprendo muito com conteudo em inglês, sou programador, e o conteudo em inglês no geral é muito superior

Aristarkh
Amiibo

Desde a geração passada, jogos no começo da geração passada também eram forradas de legendas minúsculas.

BrunexJundiai
Amiibo

MUITO AFIM DELE ! POREM NO ML TA POR MAIS DE 400 KKK ABSURDO NÃO… VEJO DIGITAL COM MELHOR PREÇO, AI VOU PRECISAR DE UM MICROSD …. VLW PELA ANALISE..

cvertigem
Amiibo

250 na Games4 se comprar no boleto, fica a dica

Aristarkh
Amiibo

Dica: Não compre no Mercado Livre, pesquise melhor.

Borba
Amiibo

Desculpa por me “atirar” no teu comentário, mas vaiuma dica de alguém que tem grandes problemas para adquirir os jogos em função dos altos preços. Fica ligado na Revolution Store. Ontem comprei em uma promoção deles, Zelda, Mario Rabbids e Odissey por 600k. Pra ti ter noção, faz umas duas semanas peguei o Mario Kart por 190k. Recomendo, e espero ter ajudado de alguma forma.

Mr.M
Amiibo

Esse site que vc indicou apelou demais no preço do Mario Tennis Aces. 349,00 ?!? 329,00 a vista no dinheiro?!? (Nossa que diferença MARAVILHOSA!!! kkk) Até na loja de minha cidade que é Cara pra caramba está mais barato que lá! No cogumelo Shop ele está 240!!! Sem chance! Mas vou ficar de olho na promoção que talvez seja melhor que essa falta de noção desse preço do Mario Tennis!

Nayara Meireles
Amiibo

Pelo simples fato de poder jogar com controles de movimento, já me chama a atenção!!! Legendas em pt Br ????

Mr.M
Amiibo

Tem legendas em PT-BR?