A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Análise Xenoblade Chronicles Definitive Edition

Um grande título retorna a um console Nintendo, muitos estavam ansiosos por saber se vale a pena começar novamente essa aventura e se você vai jogar pela primeira vez aqui é o lugar para descobrir.

Xenoblade Chronicles foi um titulo em primeiro momento exclusivo do Japão, depois de uma grande campanha de fãs foi trazido para o ocidente com um lote inicial exclusivo de uma loja com 100 mil unidades que se esgotaram rapidamente. O jogo foi um relativo sucesso comercial e outras tiragens foram feitas, inclusive teve lançamento oficial no Brasil.

Rapidamente se tornou um clássico do Wii e referencia como um dos RPGs mais impressionantes já feitos e vários produtores o citam como um dos RPGs mais influentes (inclusive membros da Square Enix).

A Nintendo em uma ação meio controversa decidiu relançar no 3DS uma versão exclusiva com o lançamento do modelo New 3DS que chegou a vender algumas milhares de copias, mas desagradou muita gente que tinha o 3DS normal ou XL. A versão de 3DS trazia algumas pequenas novidades.

Chegando no Switch vieram varias novidades dentro do jogo principal e ainda fomos agraciados com uma aventura extra que explica muita coisa para os fãs da serie e deixa você cada vez mais ansioso por um Xenoblade X2.

A história começa quando um Herói chamado Duban com uma espada especial tentando salvar sua cidade que está sendo atacada por maquinas que aparentemente o fazem sem revelar suas intenções.

Passado alguns anos do fático dia você é apresentado ao personagem principal, Shulk, que por algum motivo desconhecido tem a habilidade de usar a espada de forma singular, ele descobre isso após um ataque a sua cidade que causa sérios danos e mata entes queridos.

E aí temos um grande diferencial de Xenoblade com qualquer RPG, a motivação do herói principal e de seus parceiros no geral é vingança. Chega daquela besteira do poder da amizade, do poder do amor, daqueles vilões que o personagem principal quer salvar. Tudo é colocado de forma adulta e centrada, existem momentos cômicos, mas eles são bem encaixados, no geral sempre há uma urgência, todos estão tensos e tem suas próprias justificativas.

O impressionante é que  cada personagem tem uma história complexa, personalidade forte e está disposto a fazer de tudo para conseguir seus objetivos, eles não ficam por fora dos assuntos e você jogador é tratado de forma respeitosa com um enredo exemplar, digno dos melhores filmes de ficção científica.

Desde do inicio você deve deixar o volume bem alto e jogar com um fone de ouvido ou com TV bem alta, as musicas são primorosas, grandes nomes participaram do projeto e você vai soltar o controle em alguns lugares só pra escutar a música. Ela é bem implementada a tal ponto que no meio de uma batalha um monstro muito mais forte pode aparecer e bagunçar tudo e a musica muda se tornando mais tensa e provocante.

A dublagem é primorosa, eu particularmente recomendo em inglês, pois acho que foi muito bem realizada com boas interpretações. A dublagem em japonês também é muito boa.

O grande chamativo fica pelo universo criado. São cenários grandes e incríveis, e quando eu digo grande quero dizer enormes. Sabe aquele RPG que você entra no castelo e você nota o menor castelo do mundo, aqui tudo é de certa forma feito em escala quase real. As cidades tem tamanhos de cidades, as planícies são enormes e tudo parece coerente com seu universo.

Aqui vem uma ótima melhoria na versão atualizada, eu já gostava muito da versão de Wii e acho que foi operado um verdadeiro milagre naquela época. Os cenários estão mais bonitos, isso tinha um custo pesado no wii causando alguns engasgos; no Switch esses engasgos são bem menores, mas a resolução é diminuída e em algumas áreas é bastante notável. Foi colocado um filtro para melhorar isso, e no geral não vai incomodar até por que colocaram mais monstros ao mesmo tempo na tela, uma distancia de visualização maior e a arte é muito bela.

A grande atualização visual ficou a cargo dos personagens, eles eram horríveis no Wii. Eu até entendo que existia uma limitação do aparelho, mas eu achava bem ruim, e já no Switch eles foram refeitos e estão muito bons, todas as armaduras, armas, etc. Isso melhorou muito, mas não espere algo com a qualidade visual de Xenoblade Chronicles 2, muito foi melhorado, mas muito foi aproveitado, no geral está bem satisfatório.

Visualmente falando acredito que é impressionante em muitas partes, os cenários mudam entre dia e noite, pessoas diferentes andam pelos locais, monstros seguem suas vidas enquanto você passa e as cenas são incríveis.

A história segue um bom ritmo e você sempre vai ter algo novo e vai querer saber as motivações dos envolvidos, até o final sempre a algo novo a se descobrir e as missões secundárias falam sobre a vida dos habitantes e seus problemas.

Nessa nova versão foi implementada várias missões secundárias novas e isso agregou muito , mesmo que elas sejam simples de realizar, garantindo itens melhores e dinheiro que é bem escasso por essas bandas fazendo você economizar e pensar bem no que gastar.

Não é necessário passar muito tempo subindo nível, isso acontece naturalmente, realizando missões e descobrindo novos lugares. Acredito que o balanceamento realizado nessa versão melhorou muito, no original monstros muito fortes lhe atacavam com frequência, agora eles são mais seletos, os níveis sobem de forma gradual e no geral você sempre está no mesmo nível dos monstros do local.

A batalha segue um estilo único que de certa forma parece com um MMORPG, mas com muita ação, sendo bem criativa e saltar o controle mesmo em inimigos simples pode significar uma derrota. Não há uma punição tão grave em morrer além de voltar para o ultimo ponto de controle, mas isso as vezes pode fazer ter que andar bastante.

Há uma espécie de central de relacionamento, que você aumenta fazendo missões e conhecendo lugares e pessoas. Isso aumenta o entrosamento entre os personagens e assim se descobre algo a mais sobre o passado e o que eles sentem em relação ao que está acontecendo. Acho que podia ser melhorado, ainda é muito difícil subir os níveis necessários para ver todas as cenas, mas vale a pena.

Felizmente essa versão não colocou aquele filtro que existe na versão portátil de Xenoblade 2, isso é maravilhoso, achava isso um defeito chato, aqui o modo portátil é decente, mas sofre o mesmo problema de baixar a resolução em alguns lugares.

A grande novidade dessa versão é a missão extra que revela uma nova história e vale muito a pena, por si só já garantem a diversão para os que já experimentaram a aventura no Wii e no New3DS, mas para quem está jogando pela primeira vez, torna um pacote super completo. Novas músicas fazem a alegria, visuais melhorados em relação ao jogo principal fazem parte do pacote e recomendo muito que joguem após o termino da aventura central.

Acredito eu, Xenoblade continua sendo um dos melhores RPGs que existem e recomendo muito a todos. Sobre a nota eu pensei muito sobre isso, pois na época do Wii eu acredito que era nota 10. Confesso que achei que ia ser só um esticar de resolução e uma bagunça como no geral, mas me surpreendi encontrando muitas coisas que foram refeitas. Até mesmo as batalhas foram melhoradas, novas missões e uma aventura nova deixaram um pacote super completo.

 

O jogo foi gentilmente concedido pela Nintendo para esta análise.
(The game was kindly granted by Nintendo for this review.)

100%
Clássico

Xenoblade Chronicles mostra como se deve fazer um bom RPG e provavelmente é um dos jogos mais influentes no gênero na década passada, ótimo para iniciantes no gênero e muito desafiante para aqueles que buscam isso, basta ativar o modo expert. Foi uma grande experiência rejogar esse clássico que já conta com duas sequencias.

  • Total

O jogo foi gentilmente concedido pela Nintendo para esta análise.
(The game was kindly granted by Nintendo for this review.)

Comentários