A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Há cinco anos, partia Satoru Iwata

Há exatos cinco anos, partia Satoru Iwata. Um dos nomes mais conhecidos da história do mundo dos jogos e ex-presidente da Nintendo nos deixou aos 55 anos por conta de complicações ocasionadas por um câncer contra o qual lutou por meses.

Iwata tornou-se funcionário da Nintendo na década de 80, foi nomeado diretor no ano 2000 e alcançou a presidência da companhia em 2002. Permaneceu no cargo até a data da sua morte. Durante o tempo em que trabalhou na Nintendo, contribuiu com projetos importantes, como Kirby, Super Smash Bros., Mario, Pokémon, Animal Crossing, Metroid, The Legend of Zelda, dentre outros.

Iwata e os fenômenos Nintendo DS e Wii

Iwata durante apresentação do Nintendo DS

Foi durante a sua era que a companhia presenciou dois sucessos de vendas: o Nintendo DS e o Nintendo Wii. Ambos os consoles venderam mais de 100 milhões de unidades durante a sua vida útil, o que os deixou no Top 6 de consoles mais vendidos da história.

O executivo também sempre foi destaque durante feiras de videogames. Entre inúmeras edições da E3, por exemplo, esteve responsável por realizar grandes anúncios envolvendo consoles e jogos da Nintendo. Um dos registros mais memoráveis, inclusive, envolve a E3 de 2005. Quem não se lembra de Iwata apresentando, de surpresa, até então, o protótipo do Nintendo Wii? O gesto pode ser relembrado no vídeo abaixo:

A plataforma e os seus controles de movimento trouxeram recordes de vendas e lucros para a Nintendo nos anos seguintes após o seu lançamento, colocando o Wii como um dos principais sucessos da carreira de Iwata. O feito incluiu o seu nome na publicação da revista Barron’s na sua lista com os trinta maiores executivos do mundo entre 2007 e 2009.

Trajetória de sucesso enfrentou dificuldades com 3DS e Wii U

Durante os eventos, Iwata era responsável pelos grandes anúncios da empresa

A era de Iwata também foi marcada por declínios. Em 2011 e 2012, com a chegada do 3DS e Wii U, a Nintendo viu os seus novos produtos não renderem o esperado e venderam bem menos do que o esperado, gerando déficit nas contas da companhia entre 2012 e 2014. Ainda assim, o destaque fica por conta de mais um produto inovador com o Wii U, marcado pelo seu famoso gamepad, e sendo aquele que seria o primeiro console com gráficos em alta definição.

Vários outros projetos de sucesso da Nintendo contaram com a participação de Iwata. É o caso dos Amiibos. A ideia que surgiu no ano de 2013 durante uma viagem à Tóquio ganhou corpo meses depois e vendeu milhões de unidades posteriormente. Atualmente, a linha Amiibo segue em alta e com frequentes lançamentos.

Outra proposta que continua ativa é o Nintendo Direct, o qual Iwata ajudou a instituir. As conferências realizadas através dessa ferramenta serviram para divulgar produtos e para aproximar o público da companhia. Muitos dos vídeos ficaram eternizados por conta das brincadeiras e memes gerados durante as transmissões de Iwata com outros nomes de peso, como Reggie Fils-Aimé, ex-presidente da Nintendo of America.

Últimos trabalhos envolvem jogos para celular e desenvolvimento do Switch

Entre os últimos trabalhos dos quais participou, Iwata colaborou com o título Pokémon GO, um dos primeiros jogos exclusivos para dispositivos móveis disponibilizados pela Nintendo na época. Sobre o Nintendo Switch, Iwata atuou como desenvolvedor chefe durante desenvolvimento da plataforma, inspecionando a produção daquele que seria o primeiro console híbrido lançado pela empresa algum tempo depois.

Infelizmente, Iwata não chegou a ver os resultados positivos desses dois projetos. O falecimento do gênio do mundo dos jogos foi marcado por comoção entre funcionários da Nintendo e os fãs em geral. Entre mensagens de adeus, homenagens e prêmios póstumos, Iwata foi lembrado em todas as redes sociais – onde era figura constante -, em diversos lugares mundo a fora, e em eventos realizados posteriormente.

Shigeru Miyamoto e Genyo Takeda deram prosseguimento aos projetos de Iwata pelos meses seguintes. No segundo semestre de 2015, a Nintendo anunciou que Tatsumi Kimishima seria o novo presidente da empresa, cargo que ocupou até 2018, sendo substituído por Shuntaro Furukawa.

Legado segue sendo apreciado

Iwata é até hoje reconhecido por ter mudado a forma de jogar. As suas ideias consideradas “incomuns” nos agraciaram com consoles e games “revolucionários”, que ganharam continuações e melhorias ao longo dos anos, mas que contam, eternamente, com a assinatura de Iwata.

A tendência é que o nome do grande executivo esteja presente mesmo em futuros lançamentos, pois as suas ideias continuam inspirando produtores dentro e fora da Nintendo. A sua influência no mundo dos jogos tende a seguir gerando produções de alta qualidade por muitos anos. O Switch e seus jogos são provas disso.

Em 2015, logo após a morte de Iwata, Reggie Fils-Aimé, em entrevista ao site USA Today, comentou: “levará anos até que seu impacto na Nintendo e na indústria de videogames seja totalmente apreciados”. Ao que tudo indica, ele não parecia estar errado.

Via USA Today
Comentários