A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Japão | Atelier Ryza 2: Lost Legends & the Secret Fairy será lançado para o Switch em 3 de dezembro

Atelier Ryza 2: Lost Legends & the Secret Fairy será lançado para o Nintendo Switch e PlayStation 4 em 3 de dezembro no Japão por ¥8.580, seguido da versão para Windows (Steam) em janeiro de 2021. O anúncio foi feito recentemente pela editora Koei Tecmo em conjunto com a desenvolvedora Gust.

O lançamento ocidental do jogo segue pendente de confirmação por parte das companhias, mas já há uma janela previamente estabelecida para o verão brasileiro (entre dezembro/20 e março/21).

O site oficial japonês do jogo também foi atualizado com novas informações e imagens para os personagens Tao Mongarten, Serri Glaus e Bos Brunnen. Você confere os detalhes a seguir, via Gematsu:

Tao Mongarten

(dublado por Junta Terashima)

Amigo de infância de Ryza. Ele está estudando no exterior com Bos na capital real, estudando duro todos os dias para se tornar um estudioso. Ele cresceu bastante nos últimos três anos e não tem mais a aparência de uma criança intimidada. Ainda ele ainda goste de ler solitário, já que há tantas coisas para ver e se animar na capital real, ele passa muito mais tempo ao ar livre do que quando estava morando na ilha.

Serri Glaus

(dublada por Yukiyo Fujii)

Uma mulher da mesma espécie de Oren que a ex-companheira de Ryza, Lila Decyrus. Ela está em uma jornada coletando várias sementes de plantas para uma finalidade específica, e se oferece para acompanhar Ryza e companhia para explorar as ruínas antigas. Ela tem uma personalidade calma e é justa e honesta com qualquer pessoa que conhece, mas está um pouco distante com Ryza por algum motivo.

Bos Brunnen

(dublado por Yohei Azakami)

Amigo de infância de Ryza e Tao. Ele não tem mais nenhum mal com Ryza e companhia, e passa muito tempo com eles – especialmente com Tao, que também estuda na capital real. Ele está estudando muito para se tornar um herdeiro adequado do nome Brunnen. Ele ainda está com a boca suja como sempre.

Comentários