A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Kill It With Fire, um jogo sobre caça e aniquilação de aranhas, é anunciado para o Switch [Atualizado]

A editora tinyBuild e a desenvolvedora Casey Donnellan Games revelaram hoje que Kill It With Fire ganhará versões para o Nintendo Switch, Xbox e PlayStation.

Matéria atualizada às 15:05 (18 de fevereiro)

  • ✅ ADICIONADO CONFIRMAÇÂO DE LANÇAMENTO (DATA)
  • ✅ ADICIONADO CONFIRMAÇÂO DE LANÇAMENTO NO BRASIL E PREÇO
  • ✅ ADICIONADO TAMANHO DO ARQUIVO E IDIOMAS

De acordo com a Nintendo eShop, Kill It With Fire será lançado para o Nintendo Switch em 4 de março e sua reserva já pode ser efetuada no Brasil com 20% de desconto por R$ 61.17, retomando posteriormente seu valor integral de R$ 76,45.

O jogo possui um arquivo com 851 MB de tamanho, além de suporte ao _PORTUGUÊS_ dentre as opções de idioma que também contam com japonês, francês, alemão, holandês, russo, chinês, inglês, italiano, espanhol e coreano.

Confira uma visão geral do jogo, via Steam:

Sobre o Jogo

Aranhas, as nêmesis mais antigas e mortais do ser humano. Você é um exterminador Kill It With Fire licenciado e é hora de combatê-las! Junte seu arsenal e cace essa ameaça de oito pernas numa jornada pelo tempo, espaço e subúrbio – não necessariamente nessa ordem.

Para derrotar as aranhas, você deve explorar a única fraqueza delas: FOGO. Ou balas. Ou explosões, lançar estrelas, esmagar com coisas… quase tudo, de verdade. Mas isso não significa que será fácil! Primeiro, você tem que encontrar as aranhas. Use a tecnologia de ponta para rastrear aracnídeos e encontrar o local de sua presa entre centenas de possíveis locais para esconderijo. Depois, incendeie tudo e esmague a aranha com uma frigideira quando o fogo apagar. Essa é única maneira de ter certeza de que ela partiu dessa para a melhor.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Principais Características

  • Dezenas de armas
  • Aquelas pernudas horripilantes
  • Sistema de simulação de fogo “realista”
  • Caos e destruição gratuitos
  • Descubra a verdade sobre as aranhas, finalmente
Comentários