A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Nintendo e Cygames comentam parceria e mais para Dragalia Lost

0

Anunciado em abril fruto de parceria entre Nintendo e Cygames, Dragalia Lost é um novo jogo mobile que será disponibilizado em breve no Japão. Nessa semana, a revista japonesa Famitsu publicou uma entrevista com alguns desenvolvedores do projeto. Participaram da discussão Hideki Konno por parte da Nintendo, e Hiroki Matsuura (Cygames).

A tradução da entrevista na íntegra em inglês você confere no Nintendo Everything, mas separamos alguns trechos. Leia abaixo:

Sobre as impressões da parceria entre Nintendo e Cygames:

Kono afirmou que a forma de trabalho entre Nintendo e são similares, ainda que abordem com mais força diferentes plataformas. Matsuura agradece o reconhecimento da Nintendo e afirma se sentir nostálgico ao trabalhar com a empresa novamente (ele trabalhou antes  em uma subsidiária chamada 1-Up Studios)

Sobre a impressão de Matsuura com relação à Nintendo:

De maneira geral, ele afirma que a Nintendo se preocupa com a diversão de seus jogadores em primeiro lugar.

Eles são questionado se isso ajuda no progresso do projeto:

Konno afirma que sim por ser exatamente o que eles procuram para fazer o melhor jogo, além de agradecer a Cygames por aceitar as opiniões da Nintendo. Já Matsuura afirma que eles sempre têm priorizado a diversão para esse projeto.

Sobre a boa parceria, ambos são questionados como têm sido as coisas do ponto de vista de um desenvolvedor:

Além de encontros online, Matsuura afirma que têm viajado para encontros privados e também que o projeto se manteve em completo segredo antes do anúncio oficial.

Sobre o pensamento por trás do nome Draglia Lost para o título:

Matsuura que foi uma decisão utilizando a combinação de Dragão e Regalia como explicação para um reino.

Sobre dragon, regalia e lost serem a essência da história:

Matsuura alega que dragão é a chave para história e gameplay. Konno brinca dizendo que apesar de ser conectado à franquia Mario Kart, ele adora dragões.

Sobre a decisão de fazer dos dragões so foco do jogo desde o início:

Matsuura firma que desde o início o conceito não mudou, que trabalharam nas movimentações dos dragões e que a Nintendo esteve dando suporte para torná-lo um jogo mais interessante possível. Ele comenta que jogadores com habilidades em jogos de ação podem cancelar seus combos ou aumentá-los de vez durante as batalhas, para uma experiência mais técnica. Konno menciona que jogadores terão a opção de seguir solo ou em multiplayer para quatro pessoas, e que isso é um requisito para que o jogo se saia bem globalmente.

Sobre a quantidade de personagens e habilidades presentes no jogo:

Matsuura afirma que todos terão armas diferentes, entre ataques e habilidades de recuperação. Konno afirma que haverá um contrato entre o personagem e seu dragão.

Matsuura então afirma que ao optar por treinar um personagem de ataque com um dragão especializado em ataque (ao assinar um contrato com ele), sua especialização então é elevada.

Sobre a história do jogo:

Matsuura afirma que haverão missões secundárias à principal com cenários específicos para alguns personagens. Eles comentam que haverão 600 mil diálogos entre personagens, com 100 mil a mais nos eventos mensais. Konno afirma que o jogo possui uma gama elevada de personagens, e que trabalha para que as traduções sejam feitas para Europa e Américas.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Ser notificado por