A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Nintendo – Mais de 500 editoras vendem softwares no Switch, mais de 1.300 títulos

A informação a seguir foi divulgada em reunião recente entre a Nintendo e seus acionistas através de seu presidente Shuntaro Furukawa.

Confira nossa tradução:

Uma grande variedade de editoras de regiões em todo o mundo, e de todos os tamanhos, incluindo desenvolvedores independentes, participam desde o lançamento do Nintendo Switch, graças à disponibilidade antecipada de um ambiente de desenvolvimento. O número de editores cresceu desde então, e novos títulos estão sendo lançados em um ritmo acelerado, dando aos consumidores uma seleção cada vez maior de títulos para escolher. Também estamos vendo um aumento de interesse através de várias mídias de desenvolvedores no desenvolvimento do Nintendo Switch e vendas de software. Um título de sucesso é naturalmente um software de alta qualidade em si mesmo, mas também o considero um título que todos os consumidores e desenvolvedores apreciam como um bom ajuste com os conceitos de “jogar a qualquer hora, em qualquer lugar, com qualquer pessoa”, rápido para ser iniciado e rápido para ser suspenso com a funcionalidade do Nintendo Switch. Nos Resultados Financeiros em abril de 2018, explicamos que mais de 600 títulos estavam disponíveis para compra na Nintendo eShop.

Em outubro, haviam mais de 500 editores de software vendendo software para o Nintendo Switch, e mais de 1.300 títulos desses editores em todo o mundo disponíveis para compra na Nintendo eShop. Planejamos lançar uma variedade de títulos de um número crescente de editores daqui para frente.

Nota: Este é o número total de títulos disponíveis para compra nos sites Nintendo eShop nas várias regiões do mundo. O mesmo título não é contado várias vezes quando é distribuído pela Nintendo eShop em mais do que um país.

Nós, como empresa, estamos aprofundando nossos laços com a comunidade de desenvolvedores e iniciando novas atividades em cada país, focadas em títulos de jogos que seriam difíceis de introduzir através dos canais de mídia convencionais. Enquanto ampliamos o número de títulos e gêneros dos editores de software, trabalharemos para criar oportunidades para que nossos consumidores encontrem novos jogos.

Fonte Nitnendo
Comentários