A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Nintendo of America e empresa de contratações globais são acusadas por um trabalhador de violar seu direito legal de sindicalização

Uma queixa formal foi apresentada ao National Labor Relations Board na última sexta (15).

Um trabalhador cuja identidade ainda é desconhecida, formalizou uma queixa ao órgão National Labor Relations Board contra a Nintendo of America e a empresa de contratações globais Aston Carter.

De acordo com reporte feito pela Axios, o colaborador acusa as companhias de violar seu direito protegido de se sindicalizar. Ele alega que a Nintendo of America e a Aston Carter participaram de “atividades coordenadas” e realizaram “ações coercitivas” como forma de interferir no seu direito legal se tornar sindicalizado.

Os detalhes permanecem obscuros no momento, já que o arquivamento lista apenas acusações superficiais, dificultando o entendimento da questão em detalhes. No entanto, a Axios relata que “as acusações provavelmente incluiriam alegações de vigilância, ameaças, retaliação e ameaças de demissão ou recusa de contratação”.

Sobre a Aston Carter, ela é uma empresa terceirizada pela Nintendo of America com função de estabelecer recrutamento para serviços de atendimento ao cliente e gerenciar os contratados administrativos da companhia.

Uma investigação será realizada em breve. É possível que possa não acontecer nada com as partes acusadas, embora o professor da Universidade da Califórnia, Berkely e especialista em trabalho Harley Shaiken tenha dito à Axios: “Se o NLRB está listando essas alegações, é muito sério, e sua capacidade de agir é muito real”.

Até o momento em que esta matéria foi publicada, a Nintendo of America não se pronunciou sobre as alegações.

você pode gostar também
Comentários