A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Stay Cool, Kobayashi-san!: A River City Ransom Story ganha informações sobre os sistemas de jogabilidade

A Arc System Works atualizou o site oficial para Stay Cool, Kobayashi-san!: A River City Ransom Story com informações e animações sobre vários dos sistemas de jogabilidade presentes no título.

Confira:

Diferentes finais vinculados às decisões que você tomará no jogo

Dependendo das ações do jogador e das opções de criação de personagem, os finais do modo história podem mudar! Você pode realmente mudar o nome, o gênero e a relação com Kobayashi-san no menu de criação de personagens. Se você é um rapaz duro de sangue quente ou uma jovem vigorosa, diferentes histórias se desenrolam!

Viage no tempo para reviver a aventura, aumentar a energia e descobrir a verdade

A primeira vez que você completa o jogo, é difícil interromper os esquemas da organização do mal. Felizmente, Kobayashi-san está agora acompanhado pelo garoto do futuro, Mizoguchi. Usando sua habilidade de viajar no tempo, você pode expor suas intenções e pôr um fim em seus planos. Além disso, você pode coletar as estrelas que os inimigos vestem para atualizar Kobayashi-san, Mizoguchi, Kunio e os outros! Viaje no tempo e torne-se o mais forte!

Ação 2D com controles simples e divertidos

Os divertidos controles que tornaram famosa a série de ação 2D ainda estão em andamento! Você pode encadear todos os ataques normais, movimentos especiais têm três níveis de carga, ataques de pulo, malabarismos, realmente, lute da maneira que quiser!

Lute ao lado do seu companheiro, saia vitorioso

Kobayashi-san tem dois outros personagens juntos: Mizoguchi do futuro e Kunio da série River City. Ambos fazem parte da aventura, mas apenas um deles pode lutar de cada vez. É claro que você pode alternar entre o Mizoguchi, que cura vidas, e o lendário Kunio, que usa movimentos especiais poderosos!

Stay Cool, Kobayashi-san!: A River City Ransom Story será lançado para o Nintendo Switch, Xbox One, PlayStation 4 e PC via Steam em 7 de novembro.

Comentários