A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Texto resposta: O “fenômeno” Nintendo – Portal Voxel

Questões sobre interface do usuário e multimídia

“O Nintendo Switch não tem sistema de conquistas” – Bruno Micali

A pergunta principal é: e daí? “Eu quero ver um troféu pipocando na tela”. Sim, porque os jogadores têm de ser lembrados que estão conquistando alguma coisa? O próprio jogo em si não é capaz de te oferecer essa sensação? “Por que Breath of the Wild…” Micali, por favor né? BotW te recompensa absolutamente por tudo, levantar uma pedra, escalar uma montanha, enfrentar uma horda de inimigos.

Como mesmo disse, seu colega Felipe Gugelmin em análise do jogo:

“Realmente desafiante e recompensadora, esta é o tipo de experiência que vai fazer você continuar jogando mesmo após já ter vencido os desafios principais. Em muitos momentos me vi vagando sem direção só para apreciar os pequenos detalhes do game.”

Os jogos da Nintendo de forma geral recompensam o jogador, e não são peça ostentatória dos gamers, porque a satisfação não tem nada a ver com ter platinado um jogo, ter sido guiado pelos troféus como os desenvolvedores gostariam que você apreciasse o jogo, não, a verdadeira recompensa nos jogos da Nintendo está no fato de você poder apreciar os jogos sob seus próprios critérios e decidir por você mesmo o que é ou não um feito.

“O Nintendo Switch não tem Youtube ou Netflix depois de um ano de console” – Bruno Micali

Mais uma vez: e daí? O fato do Nintendo Switch não ter esses aplicativos faz com que os demais consoles, Smart TV´s, celulares e tablets, reprodutores de blu-ray simplesmente tenham esses aplicativos deletados da memória?

Eu simplesmente não consigo entender como que esses aplicativos poderiam melhorar efetivamente a vida de quem quer jogar um game pra se divertir? É sempre legal ter a opção, é… Mas a maneira que vocês falaram, chamando de “atraso”, é no mínimo exagerada.

Se tiver ótimo, se não tiver, sinceramente, não faz falta.

Para finalizar – Fênix ou pomba em chamas?

Não Igor Nipol, não se trata nem de fênix, ou mesmo pomba em chamas, se trata de uma empresa que sempre esteve muito presente no mercado, e sempre criou tendências. A Nintendo, ainda que vocês tenham negligenciado deu de pau no mercado de portáteis, hoje se consolidando com o total monopólio do mercado (pensando em consoles portáteis dedicados), o que é uma pena. Concorrência sempre é bom!

A Nintendo, errou com o Wii U, claro, que empresa não erra? Será que os demais consoles são feitos só de características positivas? São perfeitos? O próprio Nintendo Switch não é perfeito, e nem pretende ser, agrada a todos? O que agrada a todos?

Fábio Jordan, ainda disse muitas outras coisas mais em comentários, e esse texto já está enorme. Só uma dica: jogue, jogue bastante, jogue de tudo na plataforma ou pelo menos pesquise o mínimo sobre ela para não espalhar falácias (ditas como argumentos) e desinformação.

No mais, se percebia durante toda a live o constrangimento por parte do Danilo Boros, e do próprio pessoal da Voxel, que participou da live indiretamente. A Kika, do próprio canal, mandou mensagens elogiosas à portabilidade do Nintendo Switch, os próprios espectadores já bradavam os apresentadores como haters e mandavam contra argumentações muito mais conscientes do que as apresentadas por eles.

De fato, uma live/podcast para se esquecer.

Comentários