A casa de notícias para os fãs da Nintendo

Uma crônica nintendista de 2017

0

O ano de 2017… O ano de 2017… Poxa, vá, mas deixe tudo que de bom você trouxe para a Nintendo. 2017 é um daqueles anos que a gente vai olhar pra trás e dizer: “nossa como esse ano foi massa, joguei coisas muito fantásticas como The Legend of Zelda: BotW, Super Mario Odyssey, Splatoon 2 e Arms e Doom e L.A Noire e Skyrim e Mario Kart 8 Deluxe e um monte de outros “e’s” num só console.”

E que console não é mesmo? Sabe todos esses jogos que eu citei? Eles não estão limitados à minha sala de estar, nem à minha casa, bairro, cidade, estado, país… Eu posso levar ele até para a lua, só me falta um foguete espacial… Ele é híbrido, e essa foi a maior novidade em termos de design no ano de 2017! O ano em que a Nintendo fez o que a Tim promete a anos, viver sem fronteiras.

Tá certo que muitas coisas para nós brasileiros nos preocuparam bastante. O preço do console, acessórios, jogos, que facada. Aposto que muitos roubaram bancos para quitar as dívidas contraídas nos cartões de crédito… Isso sem contar o preço por um cartão SD que supra a falta de memória interna do console… Mas ok, passados os problemas foi só alegria em 2017!

O que o Nintendo Switch não foi capaz de fazer? O Switch Brasil, nosso site querido, revitalizado, de cara nova, com gente nova, com novas tretas, novas colunas, mais análises, prévias, entrevistas (tá, foram só duas, mas ao menos teve) e moderação que some com Arlo’s e afins… Esse ano a gente pode até estourar champanhe, né não? E só pra constar, adoro as tretas, continuem, com moderação, mas continuem. E claro, as listas detalhadas do Denis, porque eu quero saber qual é o centésimo trigésimo quinto melhor jogo de todos os tempos, e pasmem, ele deve saber na ponta da língua que jogo é esse!

Aaaaah Nintendo, não bastava o lacre com comerciais despojados e interessantes, jogos arrasadores, você tinha que chutar o balde e ganhar GOTY né danadinha? Eu admito gente, eu chorei vendo Zelda ganhar a p***a toda. E sim, Zelda dá uma surra nos concorrentes ao GOTY, os outros tentam, mas só Zelda é lenda. Só Zelda, dentre todos os que estavam na lista redefiniu um gênero, mostrou como se faz um mundo aberto, verdadeiramente aberto, onde todo e qualquer elemento é útil, onde a criatividade do jogador toma forma e é realizável dentro do jogo.

E cara, cada semana tinha uma notícia diferente de como o Nintendo Switch estava sendo bem sucedido em suas vendas, e isso me animava mais porque, caramba, quanto mais vende, mais jogo tem e quanto mais jogo tem mais vende… E tem a questão de que é mais possibilidade de encontrar alguém pra trocar ideia, jogar junto. É legal ter um gadget popular, fiz muitas amizades com o 3DS no metrô de sampa, companheiros de jogatina, seria bem massa poder repetir isso com o Switch,

E falando em 3DS, que bixinho de guerra ele né? Esse ano tivemos games muito legais: Ever Oasis, Metroid, Etrian Odyssey, Hey! Pikmin, Pokémon: US/UM e vários outros, anúncio de um novo modelo de 2DS, lindo pra caramba. E a dúvida que fica é: o que a Nintendo planeja pra ele próximo ano?

E cara, os anúncios de jogos para 2018 e além… Bayonetta 1, 2 e 3 tudo no Switch, Wolfenstein 2, Kirby, Yoshi, Pokémon (com grandes indícios que saia no final do próximo ano), Shin Megami Tensei, Fire Emblem e ai meu Deus! Metroid Prime 4, melhor logo da vida! Ai meu c*****o de asas! No More Heroes, uma das melhores franquias nascidas no Wii, voltando no Switch… Bem que a Ubisoft poderia trazer um Red Steel 3 e a Platinum um MadWorld… Deixo no ar a ideia.

Ok, ok, as thirds estão tipo adolescentes na hora de dançar, tipo, aqueles filmes com baile da primavera, onde as meninas e os meninos estão separados, tímidos, e se isolam, não sabem bem o que fazem, aí um ou outro sai pra dançar e dança e dança, a Bethesda dançou e rebolou, desceu na boquinha da garrafa no Switch… Já a EA dançou uma dança esquisita, fora de ritmo, meio que bugada, outras dançaram de forma velha, já vista antes… Ok, Mega Man 11 é legal, as coletâneas de SF e do próprio Mega também, mas caramba… Como perdoar a ausência de Monster Hunter no Switch, me diz Capcom? Passaria a vida falando mal das thirds e sua postura com a Nintendo… Mas ai Nintendo, sua linda… Você lacrou!

Ai ai, como eu quero que 2018 seja tão bom ou melhor que 2017. Caramba, que ano, mas espero não precisar ter que sentir saudade.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Ser notificado por